LOG IN ALUNOS

LOG IN PROFESSORES

Alunas do Colégio do Carmo dão aulas gratuitas de exatas para meninas de escolas públicas

Projeto chamado “A menina que calculava” é voltado para estudantes do 8º e 9º anos do Ensino Fundamental II

 

Para saber quantas mulheres ingressam em cursos superiores na área de exatas basta visitar uma classe de engenharia e e resultado é concreto: pouquíssimas. Se o interesse pela área for perguntado a mulheres oriundas da escola pública, ele será ainda menor, devido ao ensino deficitário. E isso não vale só para a engenharia, mas cursos de física, química, análises de sistema, tecnologia da informação e ciências contábeis.

 

Nas Olimpíadas de Matemática, há muito mais vencedores do sexo masculino do que do feminino. Sabemos que isso nada tem a ver com a capacidade intelectual, mas com uma prática social que não incentiva mulheres a seguirem tais carreiras e ocuparem outros espaços.

 

Essa é a razão para que duas alunas do 3º ano do Ensino Médio do Colégio do Carmo, Luana Vicentin e Sophia Ramos, decidissem trazer para Santos o projeto “A menina que calculava”, iniciativa nascida em Brasília no ano de 2017. O objetivo é ensinar de forma gratuita matemática, física, química e biologia a garotas estudantes de escolas públicas.

 

No Colégio do Carmo, as aulas tiveram início no final de maio e ocorrem todas as terças-feiras, das 14h30 às 16h30, para alunas do 8º e 9º anos. “Eu vou estudar cinema e a Sophia vai cursar economia, mas sempre nos interessamos em ampliar o conhecimento, independentemente da área que vamos seguir. Você não precisa ser excelente em exatas para ensinar, apenas aprender o conteúdo e ser um aluno esforçado. Adaptamos o projeto com base nas alunas, montamos as aulas e damos exercícios para que elas aprofundem em casa”, explica Luana, uma das professoras voluntárias.

 

A partir de 2019, outras meninas que integram o setor de Educação e Cultura do Grêmio do Carmo serão as responsáveis pelas aulas, mas as estudantes responsáveis por trazer o projeto continuarão supervisionando e dando todo o respaldo necessário.

 

Alunas interessadas em participar podem entrar em contato pelo WhatsApp com Luana, (13)  98182-7069, Sophia, (13) 9 9198-2623, ou então pelo e-mail: carmo@carmo.com.br.