LOG IN ALUNOS

LOG IN PROFESSORES

ACESSO RESTRITO

Batalha contra o Aedes Aegypt mobiliza o colégio

Alunos do Colégio do Carmo produzirão cerca de 300 armadilhas que serão distribuídas à população durante a Mostra Interativa do Carmo (MIC), em abril.
 
Casos de infecção causadas pelo Zika Vírus, febre e a Dengue tem uma coisa em comum: podem ser transmitidas pelo mosquito Aedes Aegypt. Com o aumento dos surtos se alastrando por todo o território nacional, a preocupação chegou também às escolas. Para combater a situação professores do Colégio do Carmo, em Santos (SP), desenvolveram projetos para conscientizar e eliminar o mosquito transmissor, bem como alertar a população. Alunos do Ensino Infantil ao Fundamental II aprenderam a fazer armadilhas de garrafa pet e irão distribuir cerca de 300 unidades durante a Mostra Interativa do Carmo (MIC), que acontece no dia 16 de abril.

 

Logo após a volta às aulas, cada professor incorporou o assunto de alguma forma com os seus alunos. A professora de ciências do 7o ano, Valdilene Silva de Carvalho, iniciou um projeto mais completo, onde cada estudante tem que pesquisar, montar esculturas recicláveis e armadilhas de garrafa pet, para apresentar na MIC e distribuir à população. “A ideia é pegar o conteúdo deles de sétimo ano e trabalhar o que está acontecendo no nosso país e na nossa região”, afirma Valdilene.

 

A intenção é começar a conscientização dentro de casa e incentivar as crianças e jovens a propagar a informação bem como soluções para o problema. “A intenção é mostrar à comunidade escolar e passar adiante que temos que ter muito cuidado, que são doenças perigosas”, afirma a professora.

 

Durante o bimestre, os alunos tem como meta trazer garrafas pet para montar armadilhas em sala de aula, para distribuir aos visitantes da MIC, em abril. “A intenção é que os alunos estejam conscientes desde pequenos das dificuldades que estamos enfrentando. Que realmente há um surto, uma epidemia, e que precisamos nos preparar para isso”, explica o professor de ciências e assessor pedagógico do Colégio do Carmo, Rogério Fernandes Brancacio.

 

“É importante associar toda a parte teórica à prática. A ideia é que o quanto antes eles se apropriem disso e criem também mecanismos e possibilidades de mudança deste quadro”, completa Brancacio.

 

A MIC
As Mostras Interativas do Carmo (MIC) são eventos realizados durante o ano letivo, como feiras de ciências, com o intuito de promover a interação dos alunos com os pais e a comunidade, apresentando projetos desenvolvidos durante as aulas.

 

Neste semestre, a MIC irá abordar os assuntos variados como o mosquito Aedes Aegypt, a importância do uso de bicicletas, projetos de física com propulsores de extintor de incêndio em carrinhos de rolimã, entre outros.

 

Como montar uma armadilha
Para evitar a proliferação do mosquito, além de esvaziar recipientes que contenham água parada, uma possibilidade é montar armadilhas de garrafa pet. Como forma de ajudar o meio ambiente, reciclando, também é possível atrair os mosquitos para esse recipiente e evitar a sua proliferação.

As famosas armadilhas de garrafa pet são simples de serem feitas. Confira o passo-a-passo:
 
Material_Armadilha
 
Para o material é preciso:
 
1 garrafa pet de no minimo 1,5l
1 tesoura
1 lixa de madeira
1 rolo de fita isolante
1 pedaço de micro tule (5cm X 5cm)
4 grãos de alpiste ou 1 grão de ração felina ou grãos de arroz
 
Infográfico_armadilha_Mosquito

Colégio do CARMO

Rua Egídio Martins, 181
Cep: 11030-902 - Santos/SP
TELEFONE: (13) 3269-5757
E-MAIL: carmo@carmo.com.br

Siga nossas redes sociais

Facebook
Twitter
YouTube
Instagram